A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

29/03/2017

Nos Seniores do Benfica Jogou Um Miúdo Com Onze Anos?

29/03/2017 + 7 Comentários
UMA ÁGUIA MESMO DE NOITE VÊ MAIS QUE ESSA CAMBADA QUE CIRCULA POR AÍ NAS ROTUNDAS DESTA VIDA!


Nesta semana entediante - quinta-feira já vai animar -aproveito para esclarecer um leitor. E repor a verdade que descobri anteontem na estorieta de Pepe se estrear, em 28 de Fevereiro de 1926, frente ao Benfica conseguindo o CF "Os Belenenses" recuperar de uma (inexistente) desvantagem de 1-4 para 5-4! O jogo foi mau para o Benfica mas tanto também não. Vamos ao que tinha programado primeiro.

«Caro Alberto Miguéns. Comprei um livro com todos os jogadores do Benfica e tenho passado a informação para folha excel, mas há informação que não me parece correcta. Por exemplo penso que Artur e Alberto Augusto eram irmãos e Artur era mais velho. Mas no livro está uma data que o faz mais novo. Estarei errado?»
NOTA: Autor identificado mas que não identifico pois não consegui contactá-lo para dar essa permissão. Se quiser ele que o faça nos comentários.

Caro! Está mais do que certo. Duas vezes certo!
Esse livro tem muitas incorrecções biográficas e até nos nomes que deviam estar correctos por ser um "Produto Oficial" do SLB. E o Clube ter obrigação de ter conhecimento desses dados pois tem os contratos feitos com os futebolistas. E de facto são irmãos. E Artur é o mais velho. Isso era frequentemente escrito nos jornais da época. Como vê sabe mais acerca da "Gloriosa História" do que quem permitiu que fossem reproduzidos tantos erros.



(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)

No caso de Artur a data é uma imbecialidade (mas o zerozero ainda consegue ser mais...)
Fazendo as contas percebe-se que a data de nascimento (se a da primeira época em que jogou no Benfica está certa) é inverosímil. Para já estas datas de 1 de Janeiro "cheiram-me sempre a esturro", ainda que haja quem nasça nesse dia! Quando se quer inventar e há pouca imaginação 01.01 é um bom número. Como é que Artur Augusto se nascesse em 1 de Janeiro de 1900 podia ter jogado na extraordinária (e campeã) primeira categoria do "Glorioso", no final da temporada de 1914/15, com 15 anos e meio?! Brincadeira. Mas o "caso" ainda é mais absurdo no zerozero. Como nasceu em 15 de Março de 1904 e jogou em 1915/16 (nem na época acertam!) quer dizer que tinha...onze anos e meio (clicar)! Puxa! Qualquer dia aparece um que ainda gatinha!



Só que isto não fica por aqui, pois o futebolista antes de jogar no "Glorioso" foi elemento do Internacional/CIF (1914/15) além de ter feito a sua formação como futebolista no Grupo Football Benfica.


Jornal "O Sport Lisboa" n.º 61; 16 de Outubro de 1914; Página 3 (extracto)
Ou seja para o zerozero, embora o ignorem na ficha, com pouco mais de dez anos já jogava na 1.ª categoria do Internacional - 2.º classificado (17 pontos), em 1913/14, atrás do campeão regional Benfica (19 pontos) e na dianteira do Sporting CP (11 pontos).
"Oficialmente" para o SL Benfica estreou-se no Internacional, como adversário, com pouco mais de 14 anos!


Alberto Augusto é mais novo (ao contrário do que publicaram no livro)
Erram por um dia (pormenor) mas Alberto Augusto não era mais velho ano-e-meio que Artur Augusto. Era quase dois anos mais novo que o irmão. E chegou ao Benfica, com 19 anos, depois de ter passado também pelo Grupo Football Benfica que só concorria em 3.ª e 4.ª categoria nos campeonatos regionais de Lisboa. O irmão Artur Augusto chegou ao Benfica com 18 anos e nove meses, estreando-se em 27 de Junho de 1915, numa tentativa de Cosme Damião para perceber se abandonava o futebol ou continuava mais uma temporada. Continuou!



Os dois irmãos com o Manto Sagrado
Numa fotografia da equipa que derrotou, por 5-0, o Internacional/CIF na final da Taça de Honra de Lisboa fazendo a "dobradinha" pois conquistara também o Regional e a Taça de Honra de Lisboa fechava a temporada de competições oficiais. Apesar da fotografia estar legendada, cortei-a, para ter o deleite (e a honra) de escrever os nomes destes SEMPRE GLORIOSOS. Golos de: Herculano Santos, José Pimenta, João Morais, Cândido Oliveira e Jesus Crespo. Que delícia!

(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)


Vítor Gonçalves, João Morais, Alberto Augusto, Cândido de Oliveira (cap.), Manuel Arsénio (guarda-redes), Clemente Guerra (geralmente guarda-redes jogou como defesa-direito), Artur Augusto, José Pimenta, Herculano Santos, Fernando Jesus e Jesus Muñoz Crespo Revista Football n.º 26; capa; 24 de Julho de 1920
Os dois irmãos na primeira selecção nacional
Embora nessa época (18 de Dezembro de 1921; D 1-3, em Madrid no I Espanha-Portugal) conta-se que Artur Augusto jogando no FC Porto foi o único futebolista autorizado a jogar pela selecção nacional por ter nascido em...Lisboa!




Não tenha em conta o livro
Nesse "livro" até Júlio chamam ao nosso Cosme Damião!



Anteontem nem queria acreditar
Ao ler dois textos acerca de Pepe com o objectivo de aferir os meus conhecimentos para poder fornecer aos leitores deste blogue informação correcta - o mais correcta que for possível - deparei-me com uma mentira acerca do Benfica. Para valorizarem o CF "Os Belenenses" e Pepe rebaixaram o "Glorioso" escrevendo que depois de estarmos a vencer, por 4-1, ainda se perdeu por 4-5! Quando eu sabia que esse jogo foi extremamente difícil e que o SLB nunca teve três golos de vantagem. Confirmei. Até o Benfica passar de 2-2 para 4-2 em dois/três minutos foi uma proeza.


(clicar em cima da imagem para conseguir melhor visualização)

Os jornais com a crónica do jogo não deixam dúvidas
No zerozero são zarolhos plagiadores e Rui Dias Record'a as habituais trapalhadas típicas desse jornal. Tenho uns três livros dele acerca da suposta História do Futebol Português e percebe-se que não é vida para ele. Ler estas crónicas quase do tamanho de lençóis?! A vantagem é que lendo estes jornalistas aprenderia a escrever melhor!

Primeiro a crónica de Rebelo da Silva um dos co-autores (com Mário de Oliveira) da História do Clube 1904 - 1954 com mais de mil páginas. Depois o conceituado "Os Sports" superiormente dirigido por Mestre Cândido de Oliveira!




Já disse e repito
É impossível enganar a Gloriosa História. Até no "chinquilho" se o Glorioso alguma vez o tivesse jogado! O Benfiquismo foi desde logo uma paixão que nunca deixou o clube caminhar só. Houve sempre alguém a registar os seus feitos e a divulgá-los. Em 1905 ou 2017! Por isso desenganem-se se pensam que conseguem endrominar a Gloriosa História! 

Deixem de ser invejosos! O Benfica é assim, estúpidos!

Alberto Miguéns

NOTA: Com esta resposta penso que esgotei os pedidos "públicos" mas continua à espera, arrastando-se desde há muito uma resposta que espero dar até final desta temporada do Futsal. No limite no início da próxima(clicar)

Já agora entre o zerozero e o Record arranjem lá uma parceria para me pagar o que me devem por ter que os corrigir. e nem contabilizo o tempo e a paciência.



7 comentários
comentários
  1. Só tiros certeiros. Hoje o Alberto resolve algumas palermices que foram passando como verdades.

    Os manos Augusto são figuras importantes naqueles anos. Em particular Alberto foi um aventureiro do futebol (e da vida). Andou por muitos clubes embora se tenha identificado como campeão no SLB.
    Em relação a datas há muita coisa por aí que deve ser vista criticamente. E às vezes com figuras célebres do nosso desporto.

    Eu tenho o livro "Amor à camisola". Foi uma bela oportunidade (perdida) para fazer algo como deve ser. Infelizmente é uma idiotice e denota que quem esteve por trás dele não tem a menor noção da importância de alguns jogadores na nossa história. Critérios aberrantes na escolha de figuras que tiveram a honra de aparecer em fotografia. A base de dados do qual o livro parte é excelente (e eu até sei porquê). Isto apesar de ter sido abastardada com "Júlios". Mas depois é como digo, quem fez o livro deve perceber mais de Astrofísica ou de Mecânica Quântica. Enfim, para esse(s) é mudar de vida.

    ResponderEliminar
  2. Coisas paralelas: como alguém que passa a vida a rebuscar jornais com um século, ou pouco mais, o Alberto tem posição na questão do Acordo Ortográfico?

    Quanto ao pagamentos das custas, uma coisinha tipo crowdfunding (via patreon.com ou assim) é de pensar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      1. Já tomei essa posição em 27 de Junho de 2014

      http://em-defesa-do-benfica.blogspot.pt/2014/06/oitocentos-anos-tantos.html


      2. Vou saber melhor como é que "isso" funciona!

      Obrigado

      Viva o Benfica!

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. Obrigado pela resposta. Servida em bandeja de ouro!

      Eliminar
  3. O nome e Benfica ou Bemfica?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      No AO de 1945 passou a Benfica. Apenas se manteve o m antes de duas consoantes: b e p.

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Acordo_Ortogr%C3%A1fico_de_1945

      TRIsaudações Gloriosíssimas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  4. Um livro de 5 mil páginas escrito pelo Miguéns...e ainda ficava muita coisa para contar.
    Paixão pelo Benfica é no que dá.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail