A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

01/04/2017

Ter ou Não Ter...

01/04/2017 + 5 Comentários
CAPACIDADE PARA MANTER A LIDERANÇA. É DISSO QUE SE TRATA LOGO À NOITE!


                  
O Benfica tem ampla vantagem, até no aspecto de gerir o resultado. Sabe que o empate, por ser suficiente, permite ambicionar vencer. A margem de manobra é elevada. É aproveitá-la. Se o Benfica conseguir uma vantagem por um golo é jogo para não ter ansiedade nos minutos finais. Só pode dar Glória este jogo.




Primeira equipa: SL Benfica
Temos tudo para vencer. O "Glorioso" lidera o campeonato nacional, foi empatar (1-1) na primeira volta e é TRIcampeão Nacional. Na "Catedral" quem manda é o Benfica. Confio, absolutamente, em jogadores que transportam o símbolo de campeões de Portugal. Não foi por acaso. Foi porque houve competência. Carrega Benfica.

27 FUTEBOLISTAS DO GLORIOSO PLANTEL 2016/17
Previsão pessoal (tendo em conta o que penso ser o critério de Rui Vitória):
TitularesSuplentesConvocados não utilizados

(clicar em cima da imagem para obter melhor visualização)

NOTA: Minutos jogados; Titular; Suplente utilizado; Suplente não utilizado;Convocado não utilizado; L - Lesionado; NC – Não convocado; NI – Não inscrito; AA – Suspenso por amostragem de cartão vermelho (duplo amarelo)/expulsão; V – Suspenso por amostragem de cartão vermelho/ expulsão; SA – Suspensão que transitou da temporada anterior; S5 – Suspensão ao 5.º cartão amarelo; A – Assistências para golo; G – Golos; Pedro Pereira e Filipe Augusto têm vários jogos efectuados em 2016/17 nos clubes de onde foram transferidos para o “Glorioso”

Segunda equipa: FC Porto
A estrutura vai ser a do jogo com a Juventus FC. Acredito que o FC Porto jogue para não perder. O empate – ficar a um ponto – continuará a dar esperança à equipa das riscas azuis-e-brancas (até de falar nisto fico aflito de um dia por ser moda o Benfica ainda “inventar uma destas”). A derrota afastará os portistas do título. Seria necessário um Benfica medíocre para perder quatro pontos, sabendo-se que o FCP tem deslocações a Braga, Chaves e CS Marítimo. Além de Moreira de Cónegos (tal como o “Glorioso”) que soma mais três jogos fora: Vila do Conde, Topo do Campo Grande e Porto/Bessa.



Terceira equipa: Carlos Xistra
Por causa dele fui censurado no jornal “O Benfica”. Eu jamais me passaria pela cabeça ser vítima fascista em tempo de Portugal Democrático. Por isso nunca imaginei (sonharia sequer) que isso pudesse acontecer. Escrevi depois de um jogo, com o SC Braga, na segunda-feira seguinte: «Com Xistra, 2-o é Goleada». Foi riscado (sem nada me dizerem) e substituído por uma fase apaneleirada (assim já estão a ver de quem é!) Mas com a conivência de quase todos. A vida está difícil! Só depois do jornal em banca (sexta-feira) me apercebi. Até os meus filhos têm vergonha que eu seja responsável - a página está assinada por mim - por uma frase cheia de nada e coisa nenhuma! É a vida! Ser Benfiquista no Benfica paga-se! Justificando, esse censor, nesse tempo (já lá vão quase sete anos) - que Xistra "está controlado". Cada vez que o Xistra apita o "Glorioso" lembro-me dessa "labreguice". Deixem passar o jogo que eu depois conto porque tive o cuidado de guardar as provas. E esse censor fascista passados cinco meses depois riscar «Com Xistra, 2-0 é Goleada» obrigou o jornal a fazer esta primeira página. Até pareceu de propósito! Toma!



Estes jogos em “casa” com o FC Porto não são apenas jogos de futebol
Por isso abstenho-me de qualquer comentário deixando apenas todos os 121 resultados do “Glorioso” como visitado.

RESULTADOS COM O FCP NOS CAMPOS DO SL BENFICA
Os 121 jogos da recepção do “Glorioso” ao FC Porto
Clássico
N.º
Competição
Estádio
Resultado
6
Torneio Quatro Cidades
Sete Rios
V 9-0
10
Particular (1)
Sete Rios
V 4-0
11
Particular (2)
Sete Rios
V 5-2
16
Particular (3)
Amoreiras
V 4-1
18
Particular (4)
Amoreiras
D 1-2
20
Particular (5)
Amoreiras
E 1-1
23
Particular (6)
Amoreiras
D 2-3
25
Campeonato de Portugal (1/2 – 1.ª m)
Amoreiras
D 1-2
28
Particular (7)
Amoreiras
E 1-1
29
Particular (8)
Amoreiras
E 2-2
31
Campeonato de Portugal (1/4 – 2.ª m)
Amoreiras
V 4-2
33
Campeonato da I Liga
Amoreiras
V 3-0
36
Campeonato da I Liga
Amoreiras
V 5-1
38
Particular (9)
Amoreiras
V 5-1
42
Campeonato da I Liga
Amoreiras
V 6-0
44
Campeonato da I Liga
Amoreiras
V 3-1
47
Campeonato de Portugal (1/4 – 2.ª m)
Amoreiras
V 7-0
49
Campeonato Nacional da I Divisão
Amoreiras
V 4-1
52
Taça de Portugal (1/2 – 2.ª m)
Amoreiras
V 6-0
54
Campeonato Nacional da I Divisão
Amoreiras
D 2-3
55
Campeonato Nacional da I Divisão
Lumiar
V 3-2
59
Taça de Portugal (1/4 – 2.ª m)
Lumiar - A
V 2-0
62
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 5-1
63
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 12-2
66
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 6-3
69
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 7-2
70
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 4-0
73
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 4-0
74
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 4-1
77
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
E 1-1
80
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 3-2
82
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
D 0-2
84
Campeonato Nacional da I Divisão
Estádio Nacional
V 2-0
89
Campeonato Nacional da I Divisão
Campo Grande
V 2-1
93
Campeonato Nacional da I Divisão
Estádio Nacional
E 2-2
95
Campeonato Nacional da I Divisão
Estádio Nacional
V 1-0
96
Particular (10)*
Luz
D 1-3
99
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 1-1
100
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-2
103
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
D 2-3
106
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 1-1
108
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 2-1
110
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 2-0
115
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 1-1
116
Taça de Portugal (1/8 – 2.ª m)
Luz
V 3-1
117
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
D 1-2
119
Particular (11)
Luz
V 3-2
120
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 2-2
123
Taça de Portugal (1/16 – 1.ª m)
Luz
V 4-1
125
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 4-0
128
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-1
129
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-0
131
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-2
133
Taça de Portugal (1/2 – 1.ª m)
Luz
E 2-2
136
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-0
137
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 0-0
139
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 2-0
141
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 2-2
144
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 1-0
145
Taça de Portugal (1/2)
Luz
V 6-0
146
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-2
148
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 2-1
153
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
D 0-1
158
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
D 2-3
160
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-1
161
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 0-0
164
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 1-1
165
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 0-0
169
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 1-0
172
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
V 2-0
174
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-1
176
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-1
179
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 1-0
181
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
D 1-2
184
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
D 0-1
185
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
V 1-0
188
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
D 0-1
191
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
V 1-0
193
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 0-0
194
Taça de Portugal (1/8)
Luz
V 2-1
197
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
D 2-4
199
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-1
200
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 1-1
203
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 0-0
206
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 0-0
207
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 2-2
211
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
V 2-1
213
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
D 2-3
217
Taça de Portugal (1/8 - Desempate)
Luz
V 2-0
218
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 0-0
219
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
V 1-0
222
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 2-0
224
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
E 1-1
226
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 1-1
230
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 2-1
232
Supertaça “Cândido Oliveira”
Luz
D 0-5
233
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
D 1-2
234
Taça de Portugal (1/2)
Luz
V 2-0
237
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
V 3-0
239
Campeonato Nacional da I Divisão
Luz
E 1-1
241
Liga Portuguesa
Luz
V 1-0
243
Taça de Portugal (1/8)
Luz
E 1-1
244
Liga Portuguesa
Luz
V 2-1
246
Superliga
Luz
E 0-0
249
Superliga Galp energia
Luz
D 0-1
251
Superliga Galp energia
S.L.B.
E 1-1
254
Liga Betandwin.com
S.L.B.
D 0-1
257
Bwin.com Liga
S.L.B.
V 1-0
259
Bwin.com Liga
S.L.B.
E 1-1
260
Bwin.com Liga
S.L.B.
D 0-1
262
Liga Sagres
S.L.B.
E 1-1
264
Liga Portuguesa
S.L.B.
V 1-0
270
Liga ZON Sagres
S.L.B.
D 1-2
271
Taça de Portugal (1/2 - 2.ª mão)
S.L.B.
D 1-3
273
Liga ZON Sagres
S.L.B.
D 2-3
274
Taça da Liga (1/2)
S.L.B.
V 3-2
275
Liga ZON Sagres
S.L.B.
E 2-2
277
Liga ZON Sagres
S.L.B.
V 2-0
279
Taça de Portugal (1/2 - 2.ª mão)
S.L.B.
V 3-1
283
Liga NOS
S.L.B.
E 0-0
285
Liga NOS
S.L.B.
D 1-2
287
Liga NOS
S.L.B.
?
NOTA: * Jogo de inauguração

Sem medo Rui Vitória
Deixa-te de "quiproquós". Estás num clube elegante. Glorioso e Mítico

Influência arbitral
O Benfica há duas temporadas que não vence o FC Porto na “Catedral”. Urge por fim a este período que ameaça tornar-se um ciclo como entre os “Clássicos de Portugal” números 246 a 273 (quatro, três e mais três jogos consecutivos sem vencer) em nossa casa.

RESULTADOS "EM CASA" COM O FC PORTO
Competição
J
V
E
D
GM
GS
Campeonato Nacional
82
42
25
15
165
83
Taça de Portugal
16
12
2
2
49
14
Taça da Liga
1
1
-
-
3
2
Supertaça
10
5
1
4
11
14
Torneios
1
1
-
-
9
0
Particulares
11
5
3
3
29
18
TOTAIS
121
66
31
24
266
131

Logo às 20.30 horas há mais…

Alberto Miguéns

NOTA (às 11 da manhã): Como já vi/li por aí estatísticas aldrabadas, até numa das tevês por um mariconço que se faz passar por Benfuiquista. Aqui ficam elas:


83 CAMPEONATOS NACIONAIS
ÉPOCA
Melhor
Pior
FORA
CASA
1934/35
1
3.º
1-2
3-0
1935/36
1
2.º
2-2
5-1
1936/37
2
4.º
1-2
6-0
1937/38
3
2.º
2-2
3-1
1938/39
2
3.º
3-3
4-1
1939/40
3
4.º
2-4
2-3
1940/41
2.º
4.º
2-5
3-2
1941/42
4
4.º
1-4
5-1
1942/43
5
7.º
4-2
12-2
1943/44
2.º
4.º
2-2
6-3
1944/45
6
4.º
3-4
7-2
1945/46
2.º
6.º
2-0
4-0
1946/47
2.º
3.º
2-3
4-0
1947/48
2.º
5.º
2-0
4-1
1948/49
2.º
4.º
3-4
1-1
1949/50
7
5.º
1-0
3-2
1950/51
2.º
3.º
2-5
0-2
1951/52
2.º
3.º
0-3
2-0
1952/53
2.º
4.º
1-2
2-1
1953/54
2.º
3.º
3-5
2-2
1954/55
8
4.º
0-3
1-0
1955/56
4
2.º
0-3
1-1
1956/57
9
2.º
0-3
3-2
1957/58
2.º
3.º
0-1
2-3
1958/59
5
2.º
0-0
1-1
1959/60
10
4.º
2-2
2-1
1960/61
11
3.º
2-3
2-0
1961/62
2.º
3.º
1-2
1-1
1962/63
12
2.º
2-1
1-2
1963/64
13
2.º
1-1
2-2
1964/65
14
2.º
0-1
4-0
1965/66
2.º
3.º
0-2
3-1
1966/67
15
3.º
1-1
3-0
1967/68
16
3.º
1-1
3-2
1968/69
17
2.º
0-1
0-0
1969/70
2.º
9.º
2-1
2-0
1970/71
18
3.º
0-4
2-2
1971/72
19
5.º
3-1
1-0
1972/73
20
4.º
2-2
3-2
1973/74
2.º
4.º
1-2
2-1
1974/75
21
2.º
3-0
0-1
1975/76
22
4.º
3-2
2-3
1976/77
23
3.º
1-0
3-1
1977/78
6
2.º
1-1
0-0
1978/79
7
2.º
0-1
1-1
1979/80
2.º
3.º
1-2
0-0
1980/81
24
2.º
1-2
1-0
1981/82
2.º
3.º
1-2
3-1
1982/83
25
2.º
0-0
3-1
1983/84
26
2.º
1-3
1-0
1984/85
8
3.º
0-2
0-1
1985/86
9
2.º
0-2
0-0
1986/87
27
2.º
2-2
3-1
1987/88
10
2.º
0-3
1-1
1988/89
28
2.º
0-0
0-0
1989/90
11
2.º
0-1
0-0
1990/91
29
2.º
2-0
2-2
1991/92
12
2.º
0-0
2-3
1992/93
13
2.º
0-1
0-0
1993/94
30
2.º
3-3
2-0
1994/95
14
3.º
1-2
1-1
1995/96
15
2.º
0-3
2-1
1996/97
16
2.º
1-3
1-2
1997/98
17
2.º
0-2
3-0
1998/99
18
3.º
1-3
1-1
1999/00
2.º
3.º
0-2
1-0
2000/01
2.º
6.º
0-2
2-1
2001/02
3.º
4.º
2-3
0-0
2002/03
19
2.º
1-2
0-1
2003/04
20
2.º
0-2
1-1
2004/05
31
2.º
1-1
0-1
2005/06
21
3.º
2-0
1-0
2006/07
22
3.º
2-3
1-1
2007/08
23
4.º
0-2
0-1
2008/09
24
3.º
1-1
1-1
2009/10
32
3.º
1-3
1-0
2010/11
25
2.º
0-5
1-2
2011/12
26
2.º
2-2
2-3
2012/13
27
2.º
1-2
2-2
2013/14
33
3.º
1-2
2-0
2014/15
34
2.º
2-0
0-0
2015/16
35
3.º
0-1
1-2
2016/17
1-1

Fora:  083 J – 13 V – 20 E – 50 D     096/163
Casa:  082 J – 42 V – 25 E – 15 D     165/083
Total:  165 J – 55 V – 45 E – 65 D    261/246
                                                     (- 10 V)    (+ 15)


5 comentários
comentários
  1. Ser Benfiquista no Benfica, paga-se!
    Mas quem for lambebotas, ganha!!!

    ResponderEliminar
  2. Esta árbitro merece-me zero de confiança. Teremos de jogar muito ou ter muita sorte para ganhar.
    Que seja um jogo apenas definido pelo futebol e não pelo anti-Benfiquismo primário.
    Concentração, talento, garra, eficácia e boa sorte à nossa equipa!

    ResponderEliminar
  3. Caro Dr Alberto,

    Respeito o seu criterio de integrar todos os clássicos, independentemente de serem particulares, ou outras competições distintas, neste caso, registo apenas os 165 resultados dos classicos FC Porto Benfica, isto nos ultimos 82 campeonatos disputados, mas incluo o jogo da 1ª volta:
    65 vitórias do FC Porto, 55 vitórias do Benfica, e 45 empates!

    Portanto, amanhã é dia de desempatar a terminação CINCO!

    O FC Porto em Lisboa, em clássicos para o campeonato com o Benfica, venceu 15 partidas, mas tive o cuidado de dividir as 15 vitórias do FC Porto para o campeonato, em dois períodos politicos distintos : Campeonatos do Estado Novo (foram 40), e Campeonatos Democráticos (foram 42).

    Assim, entre as temporadas 1934/35 e 1973/74, o FC Porto apenas venceu em Lisboa 4 clássicos ao Benfica!

    Pós Abril, entre 1974/75 e 2015/16, o FC Porto venceu 11 clássicos ao Benfica na Luz velha e nova, em 2003 uma vitória do FC Porto, essa no Jamor. Nas duas temporadas pós Abril, 1974/75 e 1975/76, o FC Porto sinaliza a mudança, com 2 vitórias consecutivas na Luz para o campeonato!

    Nesses ultimos 42 campeonatos, o Benfica na Luz ganhou 14 clássicos ao FC Porto, o FC Porto venceu 11 partidas na Luz, e o empate prevaleceu em 17 jogos. Se o empate é um resultado positivo no Estadio do adversário, o FC Porto nos tais 42 campeonatos "democráticos" acumula 28 resultados positivos, e o Benfica metade de resultados positivos, com 14 vitórias!

    No novo Estádio da Luz, o FC Porto venceu 5 jogos para o campeonato, o Benfica ganhou 3, e registam-se 5 empates!

    Portanto, se amanhã/hoje a estatística ganhasse jogos, prevalecia o empate com golos, e uma tendencia recente daria a vitória ao FC Porto!

    Vamos ao Tetra. Como o Dr Alberto sabe, o Benfica já falhou 5 Tretas, 3 abortados pelo Sporting, e 2 abortados pelo FC Porto, curioso, o FC Porto esteve no primeiro, e ultimo Tetra falgados pelo Benfica. Assim o primeiro em 1939, e o ultimo em 1978, repito, primeiro e ultimo, ambos abortados pelo FC Porto, já deixo uma curiosidade sobre isso mesmo!

    Curioso, entre o 1º Tetra 1939 abortado, e o ultimo Tetra que o Benfica falhou 1978, ambos com campeonatos ganhos pelo FC Porto, estão intercalados/intervalados tais falhanços por 39 anos. Se o Benfica falhou o ultimo Tetra em 1978, hoje disputamos o campeonato com terminação no ano de 2017, e novamente 39 anos a separar o ultimo Tetra perdido para o FC Porto em 1978? Curioso tambem, esse campeonato de 1978, terminou em igualdade pontual, com o Benfica Vice Campeão invicto, este campeonato 2016/17, também poderá terminar com igualdade pontual!

    “Je ne sais quoi”, mas em Maio haverá festa nos Aliados, e afirmo-o sem vaidade, nem arrogancia, ele há coisas que se sentem, e são inexplicaveis!

    Para amanhã, espero um bom jogo (duvido), desejo que ninguem fale do Xistra, e sobretudo que não haja acidentes e incidentes!

    Termino e concluo, o primeiro classico que eu vi ao vivo a cores, curioso, foi a 1 de Abril de 1973, Estádio das Antas, FC Porto 2 Benfica 2, ainda me recordo na baliza do topo norte, o Nené cruzou da direita, e o Eusébio encostou/marcou, na temporada em que o Eusébio foi novamente o melhor marcador da Europa, mas, clubismos à parte, naquela tarde quente de Abril, quem me impressionou mesmo foi o Argentino Herédia que então o Barça tinha emprestado ao FC Porto. Conheci nessa tarde e no final do jogo o afavel Eng Borges Coutinho, um Senhor!

    Saudações des_Portistas do Bairro da Graça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Representante dos Portistas da Graça

      1.O SLB está no limiar de inverter esses valores negativos - a começar pelos mais fáceis, em casa.;

      2. Como o invejo. Nunca falei com o dr. Borges Coutinho.

      Saudações do TRIcampeão para quem já foi Penta e Tetra

      Alberto Miguéns

      NOTA: Logo à noite prepare-se para sofrer. Acalme e depois venha aqui dar os parabéns aos novos TETRA! Ou pelo menos, a quem está mais perto de o ser!

      Eliminar
  4. Tudos os que vão poder ir a Catedral tem de de unir suas vozes e pedir Isenção, ao Xistrema e seus auxiliares.Não ser um Arbitro Internacional a arbitrar este jogo deixa-me muito desconfiado.
    Cumps de um Douriense

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail