02/01/2018 - 03/01/2018 - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

21/02/2018

Era Uma Vez Um Meio-Jogo

21/02/2018 + 1 Comentários API
A DISTINTA LATA DE UM FUTEBOLISTA QUE ACABOU A CARREIRA NUM CLUBE COM "APITO DOURADO"!



Que moral tem um futebolista do FC Porto para achicalhar o Sporting CP por ter marcado um golo aos 90' + 8'?


Oh! Hermano Casillas. O Sporting CP é dez vezes (pelo menos...) mais honesto, nos últimos 35 anos, que o clube onde jogas!

Logo à noite há 45 minutos de um jogo que já não deveria existir pois os adeptos do FC Porto invadiram o terreno de jogo, ao intervalo, impedindo que este continuasse sem que houvesse qualquer motivo para abandonarem a bancada. Aliás havia um motivo. O FCP estava a perder, por 1-0, e o risco era de perder por mais no segundo tempo tal a qualidade de jogo exibida nos primeiros 45 minutos! 



Nessa segunda-feira, a claque amacacada andou aos pulos e empurrões na laje de cimento e parede de tijoleira, ridicularizou as forças de segurança dizendo que sentiram a bancada a ceder e havia pilares e vigas com fendas quando se provou, logo na vistoria, ao intervalo, que era tudo falso. Como não estava a resultar cerca de duas centenas de claqueiros foram para o exterior do recinto exigindo regressar ao jogo o que inviabilizou a continuação do mesmo por já não haver condições de os revistar. Depois a Liga foi conivente visto o jogo poder realizar-se no dia seguinte - terça-feira - até às 18 horas (terminando às 18:50 horas) visto o FCP só voltar a jogar na sexta-feira, às 19 horas, havendo, por isso, as regulamentares 72 horas de intervalo entre dois encontros: quarta-feira (às 19 horas, 24 horas), quinta-feira (às 19 horas, 48 horas) e sexta-feira (às 19 horas, 72 horas).  


O FC Porto que estava a tomar banho com o dito FC com P de pijama

Vamos lá saber quantos destes vão começar o «meio-jogo que nunca devia existir»! (Clicar)



O FCP tem de perder os três pontos. Se tal não acontecer - esta sim - é a maior vergonha a que assisti nos últimos tempos. Esperteza saloia do mais finório que há!

Todo o Azar do Mundo para os batoteiros!

Alberto Miguéns

NOTA: O Benfica cada vez que há um tufo solto no Sporting CP achincalha este clube mas não me lembro de se ter pronunciado acerca desta vergonha. Oxalá o FCP não chegue à "Catedral" com, pelo menos, quatro pontos de vantagem devido a esta esperteza de batoteiro!
Ler Mais ►
20/02/2018

Isto é Que Foi Uma das Maiores Vergonhas de Todos os Tempos

20/02/2018 + 2 Comentários API
E HOUVE MUITAS OUTRAS SEMELHANTES DESDE 1982.



O que se passou, ontem, em Tondela foi uma brincadeira quando comparado com 20 ou 25 jogos do FC Porto desde meados dos anos 80 até às arbitragens de Pedro Proença em "Clássicos de Portugal". Numa dezena até tinham justificação para tudo (clicar).

Não é de bom tom fazer como o portismo pintecostista (andróides) que se entretêm a fazer revisionismo e branquear o passado.




Não se deve brincar com coisas sérias porque desvaloriza a verdade em detrimento da demagogia barata

Alberto Miguéns
Ler Mais ►

Glorioso Râguebi: Nada Que Não Se Esperasse

+ 0 Comentários API
COMO ERA PREVISÍVEL O BENFICA NÃO CONSEGUIU A MANUTENÇÃO REGRESSANDO AO SEGUNDO ESCALÃO.




Agora é não estar mais de uma temporada na I Divisão. Há que em 2019/20 estar de regresso à Divisão de Honra para ficar...

Já aqui neste blogue foram feitos dois textos
Que indicavam que seria esta a situação mais provável face às características da modalidade. Os textos foram publicados em: 29 de Outubro de 2017 (clicar) e 11 de Outubro de 2017 (clicar) e não vou repetir os argumentos evocados, embora reserve para o final da temporada um balanço desta temporada - a consecutiva desde 1924 - e a interpretação pessoal acerca do que pode e não pode ser o Glorioso Râguebi e como uma má abordagem dá sempre maus resultados a menos que se confie na sorte.

Vamos ao jogo que foi decisivo no último sábado
Que atirou o Benfica para o segundo escalão. O encontro era decisivo para os dois clubes. O anfitrião porque só a vitória permitia sonhar com o segundo lugar - e o próximo jogo em Montemor-o-Novo vai ser decisivo - o lugar na classificação que permitirá discutir a permanência no principal escalão com o vencedor do segundo escalão pois o Râguebi é tão sui generis que, em várias épocas, não há promoções e despromoções directas para proteger os «Oito Grandes». O SL BENFICA mesmo tendo escassas possibilidades jogava as últimas três jornadas para fazer o pleno (três vitórias) tentando ainda bonificar pontos ofensivos ou defensivos para ascender ao segundo lugar quando está em quarto.


Resta esperar que o Benfica
Consiga o terceiro lugar o que não vai ser fácil recebendo o CDUP no estádio nacional (com entrada livre). À Benfica!


A maior surpresa começou logo de início
Nunca tinha ido ao campo das Olaias ver um jogo e qual não é o espanto que numa modalidade amadora é necessário pagar cinco euros para ver o jogo. Era o que mais faltava. Nada como vê-lo através da rede que está no topo do campo. O Benfica começou desde cedo a sofrer mas depois até fez um bom jogo - chegou a estar em vantagem - e só terminou o primeiro tempo a seis pontos (em vez de um) porque na última jogada a oval ressaltou no relvado natural e, estando ao alcance de um Glorioso, foi parar direitinha às mãos de um adversário que fez à vontade o ensaio. No pontapé de conversão escreveu-se direito com a oval a bater nos dois postes e a cair dentro de campo inviabilizando mais dois pontos.

Segunda parte: Sem argumentos
O poderio físico, principalmente nas formações, ilustraram bem a debilidade do plantel do Benfica. O jogo passou-se quase todo no meio-campo do Benfica e mesmo quando colocava a bola nas formações os adversários tinham capacidade para empurrar os râguebistas do Benfica que tentavam, num esforço monumental sentindo-se empurrados, entre as pernas colocar a oval fora para ser recolhida.



Como no topo do campo de râguebi está um sintético de futebol de sete
E estava ocupado com adolescentes a jogar futebol ou râguebi com as ovais que lá iam caiando questionados a maior parte respondeu que era do Benfica mas nunca jogariam râguebi no Benfica. Só no Técnico! Pois...

Os fracos não são os que perdem...
São os que desistem para não perder!

LISTAGEM TOTAL DE TROFÉUS
Campeonato
Nacional (59)
T
Taça de
Portugal (56)
T
Supertaças
(30)
T
CDUL
20
SL BENFICA
10
GD Direito
11
GD Direito
11
AE IS Agronomia
10
GDS Cascais
5
SL BENFICA
9
CDUL
9
AE IS Agronomia
5
GDS Cascais
7
GD Direito
8
CF “Os Belenenses”
3
CF “Os Belenenses”
6
As. Acad. Coimbra
6
CDUL
3
As. Acad. Coimbra
3
GDS Cascais
4
As. Acad. Coimbra
2
AE IS Técnico
2
AE IS Técnico
4
AE IS Técnico
1
AE IS Agronomia
1
CF “Os Belenenses”
3
CDUP
2

É preciso assumir responsabilidades e entender a realidade

Nenhum dos «Oito Grandes» pode estar quatro anos no segundo escalão e muito menos quando o campeonato não é composto só por oito clubes. Quando tem 10, 12 ou 14 os «Oito Grandes» têm de estar. Quando são oito um terá de descer - não havendo jogo de passagem como existe na presente temporada - mas depois terá de regressar na época seguinte. Ora o "Glorioso" foi despromovido num campeonato de dez clubes e esteve quatro temporadas. E tudo foi premeditado pelos dirigentes do Benfica. Eu ouvi e se ouvi acredito. Havia que descer para haver um ano zero -foi o que disseram - que durou quatro anos zero. Gentinha boçal que causa asco! Que vão definitivamente para as teletascas! E fiquem por lá!


O que mais confunde quem até pouco sabe destes assuntos
É perceber que quem dirige vive de ilusões ou quer iludir. Se há modalidade onde não se pode garantir, minimamente nada, é esta. Quanto mais pensar que pode ser a segunda modalidade colectiva do Clube. No Râguebi português é impossível transferir jogadores. Nem com uma pipa de ma$$a. Os râguebistas jogam nos clubes dos pais ou para onde os amigos os levaram e os filhos vão para a formação dos clubes com tradição na família. O Benfica até na formação tem os plantéis nos grupos B (segundo nível) porque todos os clubes fazem formação e têm a "montra" do primeiro escalão para incentivar os mais novos. Era preciso o Glorioso "descobrir a pólvora" para conseguir iludir a formação dos outros grandes clubes da modalidade em Portugal. E que são oito contando com o Benfica. Os seis que disputam o título mais o AEIS Técnico e o SL BENFICA. Os únicos que conquistaram troféus de âmbito nacional e o CDUP nunca foi campeão nacional vencendo uma Taça de Portugal. Dizer isto é viver noutro "Planeta" (clicar para a notícia do jornal Record).



Vamos Benfica!

Alberto Miguéns

Ler Mais ►
19/02/2018

Ajudar Benfiquistas Interessados no Benfica é Engrandecer (Ainda Mais) o Glorioso

19/02/2018 + 0 Comentários API
RECEBI UM PEDIDO DE COLABORAÇÃO DOS LEITORES DESTE BLOGUE PARA UMA TESE DE MESTRADO.





Não conheço pessoalmente o Benfiquista mas parece-me merecedor de toda a nossa estima e atenção.

Quem quiser responder (clicar).

Viva o Sport Lisboa e Benfica

Alberto Miguéns
Ler Mais ►

Obrigado! Querido! Benfica!

+ 4 Comentários API
EM ATLETISMO, RECONQUISTA DO TÍTULO PERDIDO NO ANO PASSADO ELEVANDO PARA OITO AS CONQUISTAS NA PISTA COBERTA.


Foi por um ponto (100/99) mas o que conta é a conquista. As incidências são históricas mas não ficam para a simplicidade que reduz tudo a um número. Foi um campeonato atípico em que o "Glorioso" beneficiou do Sporting CP ter dado sete pontos de avanço (por desclassificação de um atleta do SCP). Mesmo assim foi complicado, mas já se perdeu títulos assim por isso também podem ganhar-se "assim"! 

Atletismo: muito bem a recuperar o título
No 25.º campeonato nacional de atletismo, em pista coberta, a nossa jovem, mas dinâmica e forte equipa, era ligeiramente favorita (se o maior especialista português em atletismo - e não só - Arons de Carvalho diz eu acredito) e confirmou, com a conquista do campeonato Nacional, 8.º de sempre, na pista do Expocentro, na simpática cidade de Pombal. Em glória. (H)À Benfica!

Do Céu caiu uma estrela em forma de desclassificação (- 7 pontos)
Há que ter a noção da realidade. Em 14 provas (que dão forma a estes campeonatos) o Sporting CP em despique directo com o "Glorioso" fez 9-5! Em termos de vitórias os dois clubes só deixaram escapar uma. O SCP deu-nos um "banho" nas vitórias (mais três) com oito (seis no sábado e duas no domingo) com cinco para o Benfica (uma do sábado e quatro no domingo). Curiosamente quando o sábado foi desastrado parecendo deitar tudo a perder (pois o SLB era favorito no domingo e confirmou-o) o clube que acabou vítima de um «choque frontal», no sábado, foi o Sporting CP nos 400 metros. Tudo isto "abre o apetite" para o principal campeonato, porque o mais abrangente, o da pista ao ar livre, na pista do velhinho estádio 1.º de Maio, antes 28 de Maio, inaugurado com o futebol do SLB a derrotar o SCP, em 28 de Maio de 1950, a escassos dias da conquista da Taça Latina, perdendo para esta, por lesão, o capitão Francisco Ferreira. Nos campeonatos de corta-mato o Sporting CP nem vai dar hipóteses - é um justo campeão europeu de clubes - mas nunca se sabe! Pode sempre haver quem pise linhas e enverede por caminhos que não deve.

Quando o Sporting CP se estreou já o "Glorioso" levava quatro temporadas
A estreia do Benfica foi em 1906, por Félix Bermudes e a do Sporting CP foi, em 26 de Junho de 1910, embora logo a vencer pelo extraordinário António Stromp no «salto com Vara» (2,85 metros) dos Jogos Olímpicos Nacionais. 

Em cima a estreia de Félix Bermudes em 2 de Dezembro de 1906. Em baixo, António Stromp campeão incontestável nos 200 metros, porque nos 100 metros a história era outra com o nosso Germano Vasconcelos a vencer



Eis Germano Vasconcelos a Ser Benfica
Vencendo António Stromp que era um velocista extraordinário. O facto do SCP ir na 99.ª temporada (pelo menos interrompidas quatro vezes) e o SLB na 113.ª ininterrupta devia servir de reflexão. Como pode o SCP ter recuperado tão bem começando mais tarde.


Germano Vasconcelos era uma "máquina" de passada certa e certeira não permitindo que António Stromp pusesse o pé em ramo vermelho, na corrida rainha, os 100 metros 

Estreia: 2 de Dezembro de 1906
Na 113.ª época a praticar a modalidade, e ininterruptamente, o “Glorioso” é o clube português que pratica atletismo há mais épocas. O Sporting CP, ao contrário da propaganda, só começou a praticar Atletismo, em 1910.

LISTA DE CAMPEONATOS NACIONAIS
(últimas 17 temperadas)

Época

Pista
Ar Livre

Pista Coberta
Corta-Mato


Estrada
Absoluto ou Longo
Curto
2002
Sporting CP
Sporting CP
Maratona CP
 Sporting CP
GDR Conforlimpa
2003
Sporting CP
Sporting CP
Gémeos Castro
 Sporting CP
GDR Conforlimpa
2004
Sporting CP
Sporting CP
Maratona CP
 Maratona CP
GDR Conforlimpa
2005
Sporting CP
Sporting CP
GDR Conforlimpa
 GD Skoda
GDR Conforlimpa
2006
Sporting CP
Sporting CP
GDR Conforlimpa
 Maratona CP
NR
2007
Sporting CP
Sporting CP
Maratona CP
 ATC Joane
GDR Conforlimpa
2008
Sporting CP
Sporting CP
GDR Conforlimpa
 ATC Joane
GDR Conforlimpa
2009
Sporting CP
Sporting CP
GDR Conforlimpa
 Sporting CP
Maratona CP
2010
Sporting CP
Sporting CP
GDR Conforlimpa
 Sporting CP
GDR Conforlimpa
2011
SL BENFICA
Sporting CP
GDR Conforlimpa
 Sporting CP
GDR Conforlimpa
2012
SL BENFICA
SL BENFICA
Maratona CP
 Sporting CP
Maratona CP
2013
SL BENFICA
SL BENFICA
SL BENFICA
 SL BENFICA
SL BENFICA
2014
SL BENFICA
SL BENFICA
SL BENFICA
 SL BENFICA
SL BENFICA
2015
SL BENFICA
SL BENFICA
SL BENFICA
 SL BENFICA
SL BENFICA
2016
SL BENFICA
SL BENFICA
Sporting CP
 SL BENFICA
SL BENFICA
2017
SL BENFICA
Sporting CP
Sporting CP
 SL BENFICA
SL BENFICA
2018
21.Julho
SL BENFICA
18.Março
 24.Fevereiro
Sporting CP



Totais
de
sempre
SCP
48
SCP
17
SCP
46
  SCP
8
Conforlimpa
11
SLB
29
SLB
8
SLB
22
  SLB
5
SLB
6
FCP
2
Maratona
11
 Maratona
2
Maratona
4
Conforlimpa
6
 Joane
2
Terbel
2
Belenenses
4
 Skoda
1
SCP
2
SC Imperio
1
Sel. Lisboa
1
Ven. Jornais
1
AFC (Porto)
1
Gém. Castro
1

E…
Mais cinco triunfos consecutivos na Taça dos Clubes Campeões Europeus de Estrada, em 1988, 1989, 1990, 1991 e 1992.

Começar bem na Pista Coberta
1. No início – 1994 e 1995 - só deu Benfica: um Bicampeonato;
2. Depois passar pelo pódio: nove segundos lugares (3 + 6) e cinco terceiros lugares (2 + 1 + 2) com duas “escorregadelas” para fora dele, em 2002 e 2003;
3. O regresso do primeiro campeão: um Pentacampeonato, entre 2012 e 2016; 
4. Recuperação em 2018. No acumulado: O Benfica com oito e Sporting CP com 17 títulos. Nove de diferença? 2027! Já faltou mais. O caminho faz-se caminhando!

CAMPEONATOS NACIONAIS
DE CLUBES (I DIVISÃO)
PISTA COBERTA
(Classificações do SL BENFICA)
Ano
SL BENFICA
1994
1.º T
1995
2.º T
1996
(3.º)
1997
(3.º)
1998
(2.º)
1999
(2.º)
2000
(2.º)
2001
(3.º)
2002
(4.º)
2003
(4.º)
2004
(3.º)
2005
(3.º)
2006
(2.º)
2007
(2.º)
2008
(2.º)
2009
(2.º)
2010
(2.º)
2011
(2.º)
2012
3.º T
2013
4.º T
2014
5.º T
2015
6.º T
2016
7.º T
2017
(2.º)



2018
8.º T
Totais
10
5
2
-


A segunda modalidade (depois do futebol) mais antiga no Clube, terceira na estreia (depois do futebol e ciclismo) consegue recuperar o título. 

Estejam à vontade para continuar a conquistar…

Alberto Miguéns

NOTA: Para quem quiser saber o que se deve saber (clicar)

Ler Mais ►
Em Defesa do Benfica no seu E-mail
Apoio de:

ranking