A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

01/12/2017

Faltam 66 Pontos Para o P3N7A

01/12/2017 + 1 Comentários API
APESAR DE DEIXAR DE SER DECISIVO (PARA O BENFICA) DEVIDO AO EMPATE DO FC PORTO NA VILA DAS AVES...


É o "jogo necessário" e vem na jornada certa para igualar o FC Porto na liderança ou ficar em cima do Sporting CP se este ultrapassar o CF "Os Belenenses".



Escolhidos os 21 resta saber quem serão os dezoito que vão a jogo
De fora devem ficar Lisandro, Keaton Parks e Rafa.

Numa de aposta para o 11 + 7
Aqui vai:


Começa a entranhar-se o que se estranhava
João Carvalho com pouca utilização nem para este jogo conta...E os "reforços" Douglas e Gabriel são tudo menos isso!

    ASSIM VAI O PLANTEL DE 31 GLORIOSOS
NOTAS: Minutos jogados; TitularSuplente utilizado;  Suplente não utilizadoConvocado não utilizado; L - Lesionado; S - Suspenso (processos disciplinares); A – Assistências para goloG – Golos; NI – Não inscrito na Liga dos Campeões



Títulos, 36; Vitórias, 13



É TRÊS VEZES MENOS DIFÍCIL CONQUISTAR TÍTULOS DE CAMPEÃO NACIONAL QUE VENCER NO TERRENO DO FC PORTO.

Nos “Clássicos de Portugal” pouco há a dizer antes deles ocorrerem. O melhor é esperar pelo final do jogo de hoje. Mas o Benfica é favorito. O Benfica é Tetracampeão Nacional. Tem de mostrar que não é por acaso nem obra de terceiros. Não vai ser fácil. Nunca foi, mas o FC Porto terá de assumir o “factor casa” e apenas três pontos de vantagem ainda na primeira volta. O “Glorioso” tem de saber ser sagaz e dar a “machadada final” quando se aprouver! Que a sorte e capacidade de superação esteja connosco!

Na relação vitórias “fora” e títulos já houve de tudo
Em 36 campeonatos conquistados o Benfica já venceu o duplo confronto – casa/fora – em quatro edições (1942/43, 1949/50, 1971/72 e 1976/77). Vencer apenas no terreno do FC Porto, também em quatro conquistas: 1962/63, 1974/75, 1975/76, 1990/91 (o mítico 2-0 de César Brito) e 2014/15 com dois golos de Lima. Ou vencer apenas numa das “Catedrais”, em vinte edições. Depois há três conquistas com duplo empate: 1963/64, 1988/89 e 2016/17. E três edições sem vencer, com um empate e uma derrota: 1968/69, 1970/71 e 2004/05. Até perder os dois jogos (0-1 e 1-2) como em 2015/16 e ser campeão nacional. Chegou a época (2017/18) e o título (37.º) em regressar à dupla vitória: primeiro lá e cá…depois!

82 CAMPEONATOS NACIONAIS
ÉPOCA
Melhor
Pior
FORA
CASA
1934/35
1
3.º
1-2
3-0
1935/36
1
2.º
2-2
5-1
1936/37
2
4.º
1-2
6-0
1937/38
3
2.º
2-2
3-1
1938/39
2
3.º
3-3
4-1
1939/40
3
4.º
2-4
2-3
1940/41
2.º
4.º
2-5
3-2
1941/42
4
4.º
1-4
5-1
1942/43
5
7.º
4-2
12-2
1943/44
2.º
4.º
2-2
6-3
1944/45
6
4.º
3-4
7-2
1945/46
2.º
6.º
2-0
4-0
1946/47
2.º
3.º
2-3
4-0
1947/48
2.º
5.º
2-0
4-1
1948/49
2.º
4.º
3-4
1-1
1949/50
7
5.º
1-0
3-2
1950/51
2.º
3.º
2-5
0-2
1951/52
2.º
3.º
0-3
2-0
1952/53
2.º
4.º
1-2
2-1
1953/54
2.º
3.º
3-5
2-2
1954/55
8
4.º
0-3
1-0
1955/56
4
2.º
0-3
1-1
1956/57
9
2.º
0-3
3-2
1957/58
2.º
3.º
0-1
2-3
1958/59
5
2.º
0-0
1-1
1959/60
10
4.º
2-2
2-1
1960/61
11
3.º
2-3
2-0
1961/62
2.º
3.º
1-2
1-1
1962/63
12
2.º
2-1
1-2
1963/64
13
2.º
1-1
2-2
1964/65
14
2.º
0-1
4-0
1965/66
2.º
3.º
0-2
3-1
1966/67
15
3.º
1-1
3-0
1967/68
16
3.º
1-1
3-2
1968/69
17
2.º
0-1
0-0
1969/70
2.º
9.º
2-1
2-0
1970/71
18
3.º
0-4
2-2
1971/72
19
5.º
3-1
1-0
1972/73
20
4.º
2-2
3-2
1973/74
2.º
4.º
1-2
2-1
1974/75
21
2.º
3-0
0-1
1975/76
22
4.º
3-2
2-3
1976/77
23
3.º
1-0
3-1
1977/78
6
2.º
1-1
0-0
1978/79
7
2.º
0-1
1-1
1979/80
2.º
3.º
1-2
0-0
1980/81
24
2.º
1-2
1-0
1981/82
2.º
3.º
1-2
3-1
1982/83
25
2.º
0-0
3-1
1983/84
26
2.º
1-3
1-0
1984/85
8
3.º
0-2
0-1
1985/86
9
2.º
0-2
0-0
1986/87
27
2.º
2-2
3-1
1987/88
10
2.º
0-3
1-1
1988/89
28
2.º
0-0
0-0
1989/90
11
2.º
0-1
0-0
1990/91
29
2.º
2-0
2-2
1991/92
12
2.º
0-0
2-3
1992/93
13
2.º
0-1
0-0
1993/94
30
2.º
3-3
2-0
1994/95
14
3.º
1-2
1-1
1995/96
15
2.º
0-3
2-1
1996/97
16
2.º
1-3
1-2
1997/98
17
2.º
0-2
3-0
1998/99
18
3.º
1-3
1-1
1999/00
2.º
3.º
0-2
1-0
2000/01
2.º
6.º
0-2
2-1
2001/02
3.º
4.º
2-3
0-0
2002/03
19
2.º
1-2
0-1
2003/04
20
2.º
0-2
1-1
2004/05
31
2.º
1-1
0-1
2005/06
21
3.º
2-0
1-0
2006/07
22
3.º
2-3
1-1
2007/08
23
4.º
0-2
0-1
2008/09
24
3.º
1-1
1-1
2009/10
32
3.º
1-3
1-0
2010/11
25
2.º
0-5
1-2
2011/12
26
2.º
2-2
2-3
2012/13
27
2.º
1-2
2-2
2013/14
33
3.º
1-2
2-0
2014/15
34
2.º
2-0
0-0
2015/16
35
3.º
0-1
1-2
2016/17
36
2.º
1-1
1-1
2017/18

Fora:  083 J – 13 V – 20 E – 50 D     096/163
Casa:  083 J – 42 V – 26 E – 15 D     166/084
Total:  166 J – 55 V – 46 E – 65 D    262/247
                                                     (- 10V)    (+ 15)

Em jeito de conclusão
O FC Porto é o único clube (dos 71 que já jogaram no principal escalão do futebol português) que apresenta vantagem no confronto directo, com mais uma dezena de vitórias. Apenas nos golos está em desvantagem (15 golos de diferença).

Carrega Benfica


Alberto Miguéns
1 comentários
comentários
  1. Na lista de vitórias somente no terreno adversário tiveram em 2014/15 a tal vitória 2-0 com golos de Lima.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail